ssocial.hemose@fsph.se.gov.br / ouvidoria.fsph@fsph.se.gov.br +55 79 3225-8037 / 3234-6010

Hemose inicia cronograma de capacitação em hemoterapia para ato transfusional

O Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) unidade da Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH) realizou nesta segunda-feira, 10, o curso de capacitação para uniformização dos procedimentos relativos ao ato transfusional. A atividade coordenada pela gerência da Hemorrede reuniu mais de cem profissionais da área de enfermagem no auditório do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

Dentre os temas destacados a solicitação nominal de transfusão de sangue, os testes laboratoriais, o monitoramento do procedimento e o transporte de hemocomponentes para os hospitais que prestam serviços de hemoterapia. “A transfusão segura faz parte do protocolo de segurança do paciente do Ministério da Saúde e a realização dessas capacitações tem o intuito de trazer informações e provocar questionamentos para que possamos esclarecer as duvidas sobre o ato transfusional”, destacou enfermeiro, Rodrigo Damasceno.

Conforme a gerente do serviço, Mariamália Newton Andrade, anualmente o hemocentro organiza capacitações destinadas aos profissionais que atuam diretamente com o procedimento transfusional.  Ela lembrou ainda que as atividades para captação de doadores devem ser feita junto aos familiares dos pacientes. “Esse trabalho deve contar com o apoio de todos os profissionais envolvidos com a transfusão. A equipe da Hemorrede iniciou com as visitas técnicas no primeiro quadrimestre do ano junto as unidades hospitalares, para mapear as principais necessidades e juntos trabalharmos para uniformizar os procedimentos com o cumprimento dos fluxos e assim cumprir os critérios técnicos orientados pelo Ministério da Saúde e Agência Nacional de Vigilância Sanitária”, salientou a médica.

Na última parte da capacitação o biomédico Jandson Marques falou sobre a metodologia de placa em gel, utilizada no laboratório de Imuhematologia do hemocentro de Sergipe para os testes laboratoriais realizados nas bolsas de sangue compatibilizadas para transfusão. “A tipagem ABO, fator Rh, as provas de compatibilidade e a pesquisa de anticorpos irregulares são testes dos testes realizados para buscar uma bolsa compatível com o paciente. Esse procedimento é necessário antes de realizar a transfusão, por isso que a coleta da amostra do sangue do paciente deve ser criteriosa”, frisou.

Curso

A próxima turma do curso em capacitação em hemoterapia para profissionais de enfermagem, promovido pelo Hemose acontece no dia 17 de junho, no horário das 14h às 17h, no auditório do Huse.  Mais informações através do telefone: (79)3225-8000, Ramal – 8071 e pelo e-mail: cida.fernandes@fsph.se.gov.br.

fsphadm